Escola Profissional de Djabula

Em 2017, vamos abrir a primeira turma da 1ª Escola Profissional do distrito de Matutuine!
Por Filipa Zacarias – Coordenadora de projetos e Representante VIDA em Moçambique

Após um processo de 2 anos a VIDA viu finalmente concluído o processo de candidatura da Escola Profissional de Djabula (EPD) com a publicação dos seus alvarás de criação e funcionamento. A EPD qualifica-se como Instituto Básico técnico-profissional, recebendo alunos com a 7ª classe completa e oferecendo no seu curso a obtenção de um título profissional de nível 2 em Operador Agro-Pecuário e equivalência à 10ª classe, caso o aluno pretenda prosseguir os seus estudos reingressando no Ensino Geral.

Com a introdução do ensino primário universal (considerado até à 7ª classe) e da concentração de esforços para o alcance desse objectivo, a educação moçambicana ficou com o problema do pós-ensino primário: da escassez de escolas secundárias para o prosseguimento e de perspectivas para o futuro dos jovens que só com a 7ª classe vêm o futuro emprego resumido a ofertas precárias, de baixo salário e geralmente implicando o êxodo para Maputo ou vizinha África do Sul, para longe da família e da sua protecção.

No Distrito de Matutuíne existem 54 escolas primárias, absorvendo 8354 alunos mas destes apenas 917 podem prosseguir até à 12ª classe nas duas Escolas Secundárias existentes. Existe também um Instituto Médio técnico-profissional – o Instituto Agro-Industrial de Salamanga (IAIS) , onde os alunos adquirem títulos profissionais de nível 3 e 4, mas para se qualificar à entrada o aluno tem que ter a 10ª classe completa ou o nível básico técnico-profissional. A EPD vem desta forma permitir por um lado fazer a ponte para o IAIS ou por outro, para situações de emprego qualificado.

Desde a primeira hora que a EPD teve o melhor acolhimento por parte das variadas instâncias de governação local e central bem como pelas comunidades de Djabula, Ncassane e Manheane que serão as primeiras beneficiadas pela sua abertura. Trabalhamos no momento com a Repartição de Ensino Técnico-Profissional da Secretaria Distrital de Educação no sentido reunir o quadro docente que permita a abertura já no ano lectivo de 2017.

Skills

Posted on

Sexta, 27 de Janeiro de 2017