Consignação do IRS

Ao consignar 0,5% do seu IRS, está a apoiar a nossa missão com as comunidades mais vulneráveis na Guiné-Bissau e em Moçambique, sem quaisquer custos.

Continuar a missão no contexto Covid-19

Na Guiné-Bissau e em Moçambique, continuamos a nossa missão e presença junto das comunidades mais vulneráveis, mas estamos a adequar a nossa intervenção ao contexto pandémico da Covid-19.

“Plantar Vida na Guiné-Bissau”

A Rádio Renascença viajou até à Guiné-Bissau para conhecer a realidade dos lugares e das comunidades com que a VIDA trabalha todos os dias. 

Impacto

Conheça o impacto do nosso trabalho junto das comunidades na Guiné-Bissau e em Moçambique. 

Projetos atuais

Tabanka Ku Saudi II (programa PIMI II)

Este projeto dá continuidade à implementação da estratégia de Saúde Comunitária nas regiões de Cacheu e Biombo, mantendo a parceria com as respetivas Direções Regionais de Saúde e UNICEF nos 3 últimos anos. A estratégia consiste na manutenção e aperfeiçoamento do funcionamento da rede de Agentes de Saúde Comunitária desenvolvida durante o anterior ciclo de projeto, colocando enfâse na qualidade das informações, das intervenções, e no estudo holístico do seu impacto.

Estratégia para aceleração da Redução da Mortalidade Materna, Neonatal e Infantojuvenil na Guiné-Bissau - Setor Autónomo de Bissau

Em 2015, aceitámos o convite da UNICEF para estabelecer uma rede de Saúde Comunitária abrangendo todas as famílias de Bissau, em parceria com o Ministério da Saúde, técnicos locais e parceiros internacionais, delineando uma nova estratégia que permita caminhar em direção ao ideal de mais e melhor acesso aos cuidados de saúde.

Reforço da capacidade institucional e operacional da direção de Serviço da Saúde Comunitária

A VIDA tem vindo, desde 2011, a consolidar experiência na operacionalização da Saúde Comunitária na Guiné-Bissau. Ao longo da parceria com a equipa da direção do Serviço de Saúde Comunitária, em Bissau, tornou-se evidente a necessidade de capacitação técnica e institucional, mediante as dificuldades reconhecidas por esta equipa. Este projeto visa capacitar a equipa ao nível da coordenação, seguimento e avaliação para assumir a liderança total na implementação do Plano Estratégico de Saúde Comunitária 2016-2020.

Reforço dos serviços de nutrição e capacidade de gestão integrada dos centros saúde dos setores e S. Domingos e Bigene - região de Cacheu

O nosso futuro é hoje - Fortalecimento da resiliência alimentar e ambiental das famílias vulneráveis de Matutuíne

Somos Moçambique

Principais áreas de intervenção

%

Saúde

%

Desenvolvimento Rural

%

Educação

Testemunhos

Em todos os projectos, os homens e mulheres guineenses são actores do seu presente e do seu futuro e na equipa, curta mas muito dedicada e profissional da VIDA, encontram parceiros que os respeitam e envolvem. [mais]

Paula Borges

Jornalista, RDP África

É em conjunto com a população alvo do seu trabalho que decidem o que é premente, o que faz falta, o que pode ser melhorado, sempre a pensar no bem da comunidade. [mais

João Cunha

Jornalista, Rádio Renascença

Como Participar

Doações Individuais

Empresas

Escolas

Destaques

Saúde Comunitária: Entrega de equipamentos às Direções Regionais de Saúde na Guiné-Bissau, após término de projeto

Dado o término das suas atividades no âmbito do PIMI II – Programa Integrado de Saúde Materno Infantil – Saúde Comunitária, na Guiné-Bissau, neste mês de abril, a VIDA está a entregar as motorizadas adquiridas pelo Programa às Direções Regionais de Saúde de três regiões (Cacheu, Biombo e Bissau), com quem trabalhou ao longo de sete anos.

Entrega de kits alimentares para famílias vulneráveis em Suzana e Bigene

No âmbito do projeto “Reforço dos serviços de nutrição e da capacidade de gestão integrada dos centros de saúde dos setores de São Domingos e Bigene”, na região de Cacheu, Guiné-Bissau, foram entregues géneros alimentares, num total de 53 kits, nas áreas sanitárias de Bigene e Suzana, para dar resposta às famílias que tenham crianças referenciadas e que se encontram em situação de vulnerabilidade alimentar. 

Agentes de Saúde Comunitária - Ainda há muita beleza neste mundo

Escrevo-vos enquanto aguardo a chegada de mais ASC [Agentes de Saúde Comunitária], aqui em Santa Luzia. (…)
Os ASC que foram chegando – creio que não chegarão mais – valeram por tudo. Valeram pelo cansaço, pelos momentos de frustração, pelas horas a fio de trabalho, pela incerteza que se amplia nas paredes do nosso escritório, no teclado do computador… Somos uma máquina luso-guineense invisível que faz com que este apoio aconteça e seja digno. [continua]

Iniciativas Locais para Transformações Globais